fbpx

Custom Menu

Latest From Our Blog

Dieta do Mediterrâneo - Cris Arcangeli
2255
ajax_fade,page_not_loaded,,wpb-js-composer js-comp-ver-5.5.2,vc_responsive

Dieta do Mediterrâneo

dieta-do-mediterraneo

Dieta do Mediterrâneo

 

 Eu adotei alguns dos preceitos da dieta do mediterrâneo porquê ela se mostrou benéfica para a saúde. 

Para quem nunca ouviu falar, a dieta mediterrânea é um modelo nutricional inspirado nos padrões alimentares adotados em países como Itália e Grécia.

Os alimentos tradicionalmente mais consumidos incluem cereais, frutas, legumes, azeite, peixes e nozes. Carne e derivados de leite são consumidos em pouca quantidade.

Já o vinho e o suco de uva integral são altamente recomendados, mas em doses moderadas. Ao longo dos anos, estudos têm demonstrado os efeitos benéficos sobre a longevidade e a saúde. 

Esta época do ano é ideal para fazer mudanças fundamentais nos hábitos alimentares.  Já que a exposição ao sol deixa as pessoas mais alegres, vaidosas e atentas à saúde e ao bem-estar físico.

Sendo assim, é importante se comprometer com a diminuição da ingestão de carboidratos. E diminuir a ingestão de alimentos como carne vermelha, embutidos, açúcar e sal. 

 O essencial na dieta do mediterrâneo

É fundamental acrescentar mais peixes às refeições, principalmente os enriquecidos de ômega 3, como salmão, atum, sardinha e bacalhau. Super importante se acostumar a comer mais frutas e saladas diariamente. Já que aumentar a ingestão de vitaminas, minerais, proteínas saudáveis e luteína traz vários benefícios para a saúde ocular e para a saúde em geral. 

Alimentos antioxidantes combatem tanto o envelhecimento precoce como também as doenças como degeneração macular, catarata e olho seco.

Sendo assim, vale a pena ingerir mais frutas de várias cores e verduras de tonalidade verde-escuro (espinafre, couve e brócolis), já que contêm antioxidantes que protegem os olhos, reduzindo os danos provocados pelos radicais livres.  

Com relação à cafeína, o fato de o café ter antioxidantes importantes, como o ácido clorogênico. 

Já com relação ao vinho, por algum motivo, uma taça de vinho tinto por dia parece contribuir de fato com a saúde em geral. 

Talvez por sua ação antioxidante, através dos flavonoides e do resveratrol – polifenol. Esta substância é encontrada no vinho tinto e também está envolvida em estudos de prevenção contra alguns tipos de câncer. Mas nem por isso deve ser indicado vinho para todo mundo.

Afinal, se a pessoa não conseguir se controlar e passar dos limites, poderá correr riscos desnecessários. 

O que sempre digo, alimentação balanceada para uma vida inteira e assim minimizamos os riscos de adquirirmos doenças ao longo da vida! 

Se você quer saber mais sobre esta e outras dietas, cadastre-se aqui na nossa plataforma para receber mais atualizações sobre os nossos conteúdos.

Beijos e até a próxima. 

Tags:

Sem comentários

Desculpe, mas este post não permite mais comentários

X