fbpx

Custom Menu

Latest From Our Blog

Uma conversa franca sobre empreender - Cris Arcangeli
2506
ajax_fade,page_not_loaded,,wpb-js-composer js-comp-ver-5.5.2,vc_responsive

Uma conversa franca sobre empreender

Uma conversa franca sobre empreender

Você acredita que empreender é um dom ou é algo que qualquer pessoa pode desenvolver? Criar produtos ou negócios tem a ver apenas com iniciativa ou está relacionado à vocação profissional? Essa história de “todo mundo pode empreender” é mesmo verdade?

Vamos ter uma conversa franca sobre o assunto a partir de agora…

Estamos falando de talento

Há empreendedores natos. Nascem com talento para empreender, assim como quem nasce com talento para cantar, cozinhar, desenhar… Esses indivíduos possuem uma fácil capacidade de planejamento, execução e organização, têm facilidade de fazer diagnósticos precisos sobre a situação da empresa, e por consequência sabem o quê, onde e quando precisam agir… ou seja, têm skills natos fundamentais para o empreendedorismo.

São vocacionados. O termo vocação deriva do latim “vocare”, que significa “chamar” ou “chamado”. É uma inclinação, tendência ou habilidade que leva a pessoa a exercer determinada carreira ou profissão com maior facilidade e possibilidade de sucesso.

Por extensão, vocação também é entendida como a capacidade específica para executar uma função que é tão natural que lhe dá prazer.

Há alguns ótimos exemplos de pessoas com inclinação vocativa para empreender, a história está cheia deles, Thomas Edison, Steve Jobs, Bill Gates, Antônio Ermírio de Moraes, Leonard Lauder ,entre outros.

Para o empreendedor por necessidade

Já o empreendedor por necessidade, é aquele que num momento da vida se vê precisando empreender e nesse caso como não é uma vocação natural vai precisar se preparar tecnicamente para dar esse passo. Nesse contexto, deve buscar aprendizado e se manter atualizado constantemente..

O empreendedorismo visto com a ótica da necessidade pode ser encarado por qualquer um que esteja disposto a tirar ideias da cabeça, ou mesmo por quem nem sabe por onde começar. Basta para isso escolher o caminho e o negócio certo. Uma boa franquia por exemplo atenderia bem os empreendedores com esse perfil.

Se não há tanta criatividade e habilidade de sua parte para criar negócios, mas há uma necessidade clara de empreender, nada melhor que trabalhar com algo já consolidado no mercado, como uma franquia. Esse modelo de negócios oferece todo suport  e manuais de operação que permitem tocar a empresa, com muito menos risco e uma certa garantia de rentabilidade.

Importante, também, nesse caso, fazer uma profunda autoanálise para saber se você tem os skills mínimos necessários a qualquer empreendedor como: apetite por desafio, persistência, resiliência, liderança e uma certa folga de caixa que o permita se manter até que o negócio comece a dar lucro.

O caminho para o empreendedor nato

Robert D. Hisrich, na obra “Empreendedorismo”, diz que “empreender é o processo de criar algo diferente e com valor”. Para executar isso, o empreendedor deve dedicar o tempo e o esforço necessários, assumindo os riscos financeiros, psicológicos e sociais, recebendo, porém, as recompensas de seu esforço. Entre as recompensas estão basicamente: a satisfação pessoal e econômica.

Meu conselho para você que nasceu com dom de empreender, é que procure fazer sempre algo inovador e coloque a mão na massa.

Use seu dom para criar soluções para problemas reais da sociedade, elabore produtos que solucionem problemas que as pessoas tem ou mesmo antecipando soluções de problemas que as vezes elas nem sabem que tem. Pode ser um produto “quebra regras” com a última tecnologia ou mesmo uma simples padaria mas que produza um pão com algum ingrediente que ninguém jamais pensou….

De uma forma ou de outra são os empreendedores e os empresários como você que movimentam a economia do país. Empresas são engrenagens que impulsionam a roda do progresso. São elas que geram emprego e que ao pagarem seus impostos se tornam peças essenciais ao desenvolvimento social.

Não se iluda, nem todos podem empreender. Mas, se você não tem dom para empreendedorismo, não se preocupe, você pode ter uma função de extremo valor para uma empresa, como um executivo empreendedor, por exemplo. Esses são os executivos mais disputados hoje em dia lembrando que são de grande valia para o sucesso da Cias. Nenhum empreendedor faz nada sozinho, precisa de profissionais ao seu lado que acreditem no seu sonho para fazer acontecer  e ajude a realizar todos os planos.

Você pode ser um deles!

Para onde você vai agora?

Sugiro uma profunda auto analise para entender o seu perfil e também buscar conhecimento profundo sobre tudo isso que falei brevemente aqui. Importante antes de decidir você entender bem qual o seu sonho e o seu perfil, afinal é uma decisão muito importante que pode mudar muito a sua vida e da sua família. Não se pode cair na armadilha de achar que todos terão sucesso como empreendedores, e que basta ter iniciativa e motivação.

A vida real infelizmente mostra que não é bem por aí… 50% das empresas abertas no Brasil fecham antes de 4 anos de vida….. Entendido isso, é hora de escolher o seu caminho para prosperar. Para te ajudar com isso, te faço um convite…

Se você é empreendedor pelo dom, ou por necessidade, vai gostar de assistir a minha web série O Pulo da Gata. Cadastre-se aqui gratuitamente e divirta se aprendendo!

Caixa de ferramentas

Sem comentários

Desculpe, mas este post não permite mais comentários

X